BMW: como tudo começou

A história da BMW tem muitos acontecimentos interessantes e muitas vezes curiosos. Por exemplo, ela não tem o carro como único item do seu portfólio e para uma montadora de carros isso pode soar estranho.

Mas nesse artigo, queremos trazer para você um pouco mais sobre a história da BMW. Contar como ocorreu sua criação e alguns fatos e marcos de sucesso que fizeram dessa montadora uma das maiores do mundo.

Confira!

História da BMW

Curiosamente o carro da BMW, que a fez ser conhecida hoje em dia, na verdade é o que veio por último em seu portfólio de atividades.

Isso mesmo!

A montadora iniciou suas atividades, em 7 de março de 1916, fabricando aviões durante a Primeira Guerra Mundial e tinha o nome de “Fábrica Bávara de Aviões” (Bayerische Flugzeugwerke).

Mas com a derrota da Alemanha na Guerra e a assinatura do Tratado de Versalhes de 1919, o país foi proibido de fabricar aviões. Isso fez com que a empresa se reinventasse no mercado para não declarar falência.

A decisão que a BMW tomou foi de passar a produzir motores. Disso veio um novo posicionamento de mercado e o famoso logotipo azul e branco em formato de hélice que foi inspirado na bandeira da Bavária, uma região da Alemanha, e a referência ao seu tempo na aviação.

Além disso, a empresa entrou no ramo de motocicletas e lançou oficialmente seu primeiro modelo, R 32 com motor boxer de dois cilindros, em 1923 no Salão de Berlim.

Somente cinco anos depois, em 1928, é que se iniciou a fabricação de automóveis após a compra de uma fábrica que já produzia carros em Eisenach, no centro da Alemanha.

Modelos de sucesso

Com isso, a empresa lançou seu primeiro modelo com o logotipo da BMW chamado de 3/15 que começou a mostrar a identidade da marca. Mas foi em 1933 com o modelo 303 que isso se fortaleceu, pois este foi o antecessor dos atuais modelos da BMW. Ele foi o primeiro a ser fabricado com as clássicas grades dianteiras gêmeas que se tornaram um símbolo da montadora.

Após isso, a marca passou por maus momentos durante a Segunda Guerra Mundial e só foi retomar suas atividades com força em 1951 com o lançamento do modelo 501, um sedã espaçoso com capacidade para acomodar seis pessoas e um motor de seis cilindros. Este modelo foi um marco para a montadora, pois representou os fatores luxo, tecnologia e qualidade que são a sua marca até hoje.

Oito anos depois, em 1959, a empresa passou perto da falência quando a sua concorrente Daimler-Benz, dona da Mercedes-Benz, quase comprou a empresa.

Quem salvou a BMW foi um grupo de acionistas que resolveu apostar na empresa e investir alto para poder mantê-la. Um deles foi Herbert Quandt que com sua família detém, até hoje, 47% das ações da empresa. E também um de seus modelos, o BMW 700, que foi um sucesso de vendas e ajudou muito no crescimento da montadora.

Série M

Um capítulo marcante da história da BMW é a chamada série M. que começou em 1º de maio de 1972 com a fundação da BMW Motorsport GmbH que era a responsável pela fabricação de automóveis para competição e pela preparação de motores.

Depois de alguns lançamentos nos anos seguintes, em 1978, a marca começou a produção em grande escala do modelo Motorsport e seu lançamento foi o BMW M1. Com potência de até 470 cv, o M1 alcançou o topo e foi inspiração para os próximos que viriam.

A década de 1980 para a BMW foi marcada pelos seus lançamentos da série M e que tiveram prestígio mundial, como por exemplo, o BMW 635 CSi e a primeira geração do BMW M5, ambos lançados em 1984. Além disso, teve o BMW M3 dois anos depois e o cupê M6. Em 1993, devido o sucesso da série Motorsport, passou a se chamar simplesmente “M”.

Pioneira nos carros elétricos alemães

Uma curiosidade da montadora é que na década de 2000, a empresa buscou inovar e se tornou a primeira marca da indústria alemã a fabricar carros elétricos. Seu modelo BMW i3 foi o precursor desse movimento.

BMW hoje em dia

Como você pôde perceber, a história da BMW é repleta de acontecimentos e dificuldades. Todo esse caminho resultou em uma conquista para a marca, se tornar reconhecida mundialmente na fabricação de carros de luxo, motos e os clássicos Rolls-Royce.

Atualmente, a BMW conta com uma estrutura de primeira linha localizada próximo da Vila Olímpica de Munique, capital da Baviera que abrange 30 fábricas distribuídas entre 14 países e cerca de 116 mil funcionários. E com um plano para oferecer um carro completamente autônomo até 2021 que será o lançamento do seu modelo BMW iNext que terá nível três de autonomia.

Por |2018-12-12T17:40:05-02:0012/12/2018|Categorias: Carros de luxo|Tags: , , , |

Deixe um comentário